Ex-estúdio da Sega Relic atingido por novas demissões após venda

Ex-estúdio da Sega Relic atingido por novas demissões após venda

Game

A desenvolvedora de Company of Heroes, Relic Entertainment, disse que fará mais demissões, após sua venda pela Sega anunciada na semana passada.

Em um comunicado postado em LinkedIna Relic disse que a perda de empregos “não foi uma decisão fácil”, mas “tomada exclusivamente com o objetivo de fornecer à Relic a melhor chance possível de sobreviver em uma indústria cada vez mais volátil”.

A Sega, ex-proprietária da Relic, anunciou que estava cortando relações com a equipe na semana passada, ao demitir 240 funcionários em seus estúdios europeus – a maioria dos quais estavam na desenvolvedora Total War, Creative Assembly. Na época, a Relic confirmou que havia se tornado um estúdio independente apoiado por um “investidor externo” não identificado.

Noticiário: Por que há tantas demissões na indústria de videogames?Assista no YouTube

A Relic não declarou formalmente quantos funcionários está demitindo, embora um separado publicar pelo produtor de desenvolvimento externo do estúdio, Robyn Smale, observou o número de empregos perdidos como “41”.

Estas últimas demissões seguem-se a uma grande rodada de demissões na Relic em maio de 2023, há menos de 12 meses, quando a Sega demitiu 121 funcionários da empresa com sede em Vancouver.

O próximo projeto de videogame da Relic ainda não foi anunciado, mas o estúdio confirmou anteriormente que seu apoio a Company of Heroes 3 continuaria.

O chefe do Xbox, Phil Spencer, declarou recentemente que estava “preocupado” com as demissões devido à falta de crescimento da indústria, após a saída de 1.900 pessoas do Xbox e da Activision Blizzard em janeiro deste ano. Na indústria de videogames como um todo, estima-se que mais de 15 mil pessoas tenham sido demitidas nos últimos 18 meses.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *